1perfis.png
DSC00916.JPG
FIG-2.png
FIG32.png
IMG_1328.jpg
beterraba_sacarina.jpg
cao.JPG
cesar_rebanho.JPG
exotico.png
exotico2.png
exotico3.png
perfis-1.png
prado_Matela.JPG
slide1.png
vinha-douro.png
Anterior
Seguinte

Apresentados os resultados do Programa +SOLO +VIDA e LandUnderPressure

solo landunderpressure

Associação de Defesa do Património de Mértola e a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa promoveu no dia 19 de março, em Mértola, o Seminário Final do Programa Territorial +SOLO +VIDA, constituindo uma ocasião para serem conhecidos dados inéditos e os resultados das diferentes ações implementadas no âmbito destes projetos, com potencial de replicação às escalas local e territorial.

Em ambos os projetos cofinanciados pelo EEA Grants foram propostas estratégias de resposta ao declínio do montado e à perda de produtividade das explorações agrosilvopecuárias, num contexto de adaptação e mitigação às alterações climáticas. 

Fique a conhecer estes projetos:

Programa Territorial +SOLO +VIDA
Implementado em 94 hectares do Parque Natural do Vale do Guadiana, o Programa Territorial +SOLO +VIDA convidou 18 agricultores com explorações agrosilvopecuárias inseridas nesta área protegida a envolverem-se ativamente na preservação do solo, numa melhor gestão dos recursos hídricos e na regeneração do montado, através da implementação de um conjunto de 10 boas práticas de combate à desertificação, adaptação e mitigação às alterações climáticas.

Como elo de ligação entre os agricultores e as várias entidades existentes neste território foi desenhado e testado um modelo de governança participativo. Neste projeto-piloto coordenado pela ADPM, tendo como parceiros a Cooperativa Agrícola do Guadiana, a Universidade do Algarve, a NBI - Natural Business Intelligence, a International Development Norway e a colaboração do MED-Universidade de Évora, foi ainda desenvolvido um estudo económico sobre os custos e benefícios para o agricultor das ações implementadas com potencial de replicação.

LandUnderPressure 
O projeto LandUnderPressure centrou-se nas áreas de montado de sobreiro e azinheira, tendo como objetivo contribuir para evitar, mitigar e restaurar áreas sob pressão para combater a desertificação e aumentar a resiliência às alterações climáticas. O projeto foi desenvolvido a 2 escalas. À escala regional, que abarca todas as zonas do Alentejo mais árido, foi determinado o nível de produtividade de referência do montado, e a sua tendência de aumento ou diminuição nos últimos anos, para apoiar as políticas de Neutralidade da Degradação das Terras. À escala local, envolveu a implementação de um ensaio piloto de restauro na Herdade da Coitadinha em Barrancos, através da gestão do pastoreio.

O objetivo foi promover a regeneração do montado e potenciar diversos serviços de ecossistema, tais como a fertilidade do solo e o controlo da erosão, a regulação climática e a biodiversidade, incluindo a valorização do turismo de natureza. O projeto foi desenvolvido em parceria com o Instituto Politécnico de Bragança e com o Instituto de Conservação do Solo da Islândia, em colaboração com a Herdade da Coitadinha (EDIA). Os resultados do projeto permitem identificar as áreas mais vulneráveis à desertificação à escala regional, bem como quantificar os benefícios de diferentes medidas de restauro baseadas na gestão do pastoreio, para a saúde e serviços de ecossistema do montado.

Fonte: EEA Grants Portugal

  • Acessos: 133