1perfis.png
DSC00916.JPG
FIG-2.png
FIG32.png
IMG_1328.jpg
beterraba_sacarina.jpg
cao.JPG
cesar_rebanho.JPG
exotico.png
exotico2.png
exotico3.png
perfis-1.png
prado_Matela.JPG
slide1.png
vinha-douro.png
Anterior
Seguinte

Rede Internacional sobre Poluição do Solo divulga atividades de 2023

logo international network on soil pollutionA Rede Internacional sobre Poluição do Solo (INSOP), cuja atividade se centra no trabalho de facilitar a cooperação entre laboratórios de solos na análise e disponibilização de protocolos para os poluentes do solo, em parceria com o GLOSOLAN, disponibiliza a seguinte informação sobre as principais atividades de 2023:

Os membros do INSOP estiveram envolvidos no processo de revisão dos procedimentos operacionais normalizados GLOSOLAN para elementos quase totais no solo por digestão ácida, incluindo metais pesados.

A reunião inicial entre as duas redes permitiu aos especialistas partilharem os seus conhecimentos e discutirem o impacto negativo dos fertilizantes fosfatados nos solos agrícolas e nas culturas alimentares.

  • Proposta de projeto sobre os impactos no solo nas zonas afetadas pela guerra

O Comité do INSOP desenvolveu uma proposta de projeto que visa avaliar as causas da poluição do solo nos países afetados pela guerra. A proposta inclui dois estudos de caso da Ucrânia e do Vietname. Além disso, o INSOP começou a colaborar com a FAO Ucrânia para desenvolver capacidades para avaliar e restaurar os solos afetados pela guerra.

  • Orientações GLOSOLAN sobre a eliminação de reagentes para laboratórios do solo

Os membros do INSOP ajudaram a desenvolver orientações GLOSOLAN sobre a eliminação correta de reagentes de laboratório e os riscos ambientais associados a eles. A versão completa das orientações estará disponível no início do próximo ano.

Reunião para trocar conhecimentos e aprovar metodologias específicas para o desenvolvimento do SOP na medição do teor de metais pesados nos adubos fosfatados.

A reunião anual realizou-se de 13 a 15 de junho. Durante a reunião, os progressos da rede em várias atividades foram revistos, as prioridades para cada grupo de trabalho foram identificadas e aprovadas e os líderes de 4 grupos de trabalho foram eleitos através de um sistema de votação.

O coordenador do INSOP participou na Assembleia Geral de NICOLE LATAM, onde apresentou os resultados do projeto INSOP na realização de uma investigação preliminar na avaliação das fontes e riscos relacionados com a presença de cádmio (Cd) no cacau nas planícies orientais (Trinidad e Tobago) e no Estado de Manabí (Equador).

O Comité do INSOP participou na 6.ª Conferência Internacional sobre Poluição e Remediação do Solo (SOILREM), realizada em Nanjing.

Doze membros do INSOP dos países europeus estiveram envolvidos na elaboração do feedback para a Comissão Europeia sobre a melhoria de uma diretiva relativa ao controlo dos solos e à resiliência.

A recente reunião do grupo de trabalho de avaliação centrou-se principalmente na explicação do processo de recolha de valores-limite para os poluentes do solo, centrando-se nos metais pesados e pesticidas.

A recente reunião do grupo de trabalho de acompanhamento visava introduzir os membros em dois instrumentos da FAO: FAOLEX e SOILEX. Além disso, a reunião também discutiu os esforços da INSOIFER para reduzir os metais pesados ​​nos fertilizantes fosfatados através da aprovação de políticas, em que os membros do INSOP são incentivados a aderir e participar.

A reunião do GT Qualidade Alimentar teve como objetivo apresentar os membros ao Programa Global de Médicos do Solo. O Observatório Mundial de Saúde da Organização Mundial da Saúde também foi apresentado durante a reunião.

O INSOP anunciou que a recente publicação de contaminantes e radionuclídeos inorgânicos pelo presidente do INSOP, Ravi Naidu, já está disponível. O livro abrange contaminantes inorgânicos comuns, incluindo a sua distribuição no ambiente, desafios ligados à gestão, exposição e efeitos, acordos internacionais e legislação relativa ao contaminante, opções de remediação e estudos de caso globais. 

  • Orientações técnicas sobre a avaliação, a cartografia, a monitorização e a comunicação dos riscos da poluição do solo
  • Acessos: 620